Província da Imaculada Conceição recebe Assembleia da Conferência Franciscana do Brasil e Cone Sul

Fonte: franciscanos.org.br

Frades Ministros Provinciais e Custódios das entidades da Ordem dos Frades Menores (OFM) do Brasil, Argentina, Chile e Paraguai, estarão reunidos, em São Paulo,  nesta terça e quarta-feira, 21 e 22 de maio, para a Assembleia da Conferência Franciscana do Brasil e Cone Sul (CFByCS).

As atividades serão na sede da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, e têm como objetivo a aproximação das entidades, partilha de projetos de evangelização e formação, bem como a troca de experiências vividas nas realidades locais e também acerca do ânimo vocacional dos demais frades que compõem cada Custódia ou Província.

A Assembleia também tem como propósito preparar as entidades para o Capítulo Geral das Esteiras, a nível de conferência, que será realizada no mês de agosto deste ano, em Belo Horizonte (MG), na Província Santa Cruz.

Conferência Franciscana do Brasil e Cone Sul

A Ordem dos Frades Menores é dividida mundialmente em Conferências, que segundo indicam os seus Estatutos Gerais, é preciso ter presente a proximidade geográfica, o número de províncias e outras entidades, sua língua e cultura, de tal forma, porém, que seja constituída por um mínimo de cinco membros.

A Conferência Franciscana do Brasil e Cone Sul (Argentina, Chile e Paraguai), que congrega os Ministros Provinciais e Custódios de 12 entidades da Ordem dos Frades Menores, é composta pelas seguintes entidades:

Do Cone Sul: Província  da Santíssima Trindade, Chile; Província da Assunção da Santíssima Virgem do Rio da Prata, na  Argentina e Paraguai; e a Província de São Francisco Solano, na Argentina.

Do Brasil: Província Franciscana de São Francisco de Assis (RS); Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil (SP), Província  Franciscana da Santa Cruz (MG); Custódia Franciscana das Sete Alegrias de Nossa Senhora (MS); Província do Santíssimo Nome de Jesus (GO); Custódia de São Benedito  da Amazônia (PA); Província Franciscana Nossa Senhora da Assunção (MA); Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil (PE); Custódia Franciscana do Sagrado Coração de Jesus (MA), Custódia Franciscana do Sagrado Coração de Jesus (SP);

Ainda segundo os Estatutos, a Conferência  é de grande importância para promover a unidade, a coordenação e a cooperação na vida e na missão da Ordem.

As principais tarefas e faculdades das Conferências são:

  1. Unir entre si as entidades que formam a Conferência, a fim de que trabalhem juntas para o bem comum dos irmãos e, respectivamente, das demais realidades da Ordem.
  2. Ajudar o Ministro Geral e seu Definitório no governo e na animação de toda a Ordem.
  3. Refletir com o Ministro Geral e seu Definitório sobre a ereção, união e supressão das Províncias, Custódias e das outras entidades no próprio território, e colaborar na execução das decisões.
  4. Colaborar na formação inicial e permanente e na vida e missão dos irmãos no próprio território; promover, com o Ministro Geral e seu Definitório, a atividade apostólica e a evangelização missionária e, ao mesmo tempo, apoiar a difusão e a implantação da Ordem.
  5. Estudar o progresso e as principais dificuldades e questões existentes no âmbito da Conferência e comunicar ao Ministro Geral os remédios aplicados.
  6. Ajudar, com pessoas e com meios materiais, as Províncias, Custódias, Federações ou Fundações da Conferência que se encontrem em dificuldade por falta de irmãos, ou por sua idade avançada, ou por incapacidade de atuar num determinado serviço, ou por pobreza.
  7. Estudar os temas que devem ser tratados no Capítulo geral ou no Conselho plenário da Ordem e, oportunamente, transmitir as próprias conclusões ou propostas ao Ministro Geral.
  8. Redigir os Estatutos peculiares da Conferência e, se parecer oportuno, os Estatutos Comuns para as Províncias, Custódias, Federações e Fundações de seu território.
  9. Fomentar e cultivar o relacionamento e a cooperação com a hierarquia eclesiástica local e com os outros institutos religiosas.

A cada três anos, o Definitório Geral se reúne com os presidentes de todas as Conferências para examinar o estado delas. O presidente da Conferência, por sua vez, é eleito por todos os membros da Conferência que têm voto deliberativo. Atualmente, ocupa a função o Frei Daniel Alejandro Fleitas, Ministro provincial da Província San Francisco Solano, na Argentina.

Por: Adriana Rabelo

Fonte: franciscanos.org.br

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print